Meu Carrinho:

0 item(s) - R$0,00
Você não possui itens no carrinho de compras.

0

Mais Visualizações

Estudar inglês em Adelaide - SACE - 1 Mês - Com Acomodação

Panorama Rápido

Compre 1 Mês de curso de inglês na escola SACE, Adelaide, Austrália + 4 semanas de estadia em Casa de Família, quarto Individual, 21 refeições/semana + Cobertura Médica ILIMITADA + impostos + taxa + material

Only 1 left

Disponibilidade: em estoque

R$10.355,72

OU

Detalhes

Fundada em 1987, possui 16 salas de aula, laboratório multimídia, lounge e cozinha

Informações Adicionais

Curso de (semanas) 4 semanas
Aulas Por Semana 25 aulas
Cada Aula 60 min
Estadia em Casa de Família
Estadia de 4 semanas
Quarto Individual
Refeição 21 refeições/semana
Seguro Viagem Cobertura Médica ILIMITADA
Traslado de Chegada Não
Tx Matrícula Sim
Tx Material Sim
Tx Reserva Estadia Sim
Datas de Início Toda Segunda
Feriados 26/01, 09/02, 09/03, 03, 06, e 07/04, 08/06, 19/06, 05/10, 22/10, 03/11
Aéreo Incluso Não
Condições do Aéreo Indisponível
Link Visitado Indisponível

Resenhas de Cliente

Experiência Incrível Analisado por Felipe
Preço
Custo-benefício
Qualidade
Falar do meu intercâmbio é sempre bom. O intercâmbio mudou muita coisa em mim e trouxe experiências incríveis, além do conhecimento de uma segunda língua.

Quando decidi sair do país para estudar inglês não podia imaginar que isso seria uma das muitas vantagens de tal decisão. Junto da língua veio o fato de me virar completamente sozinho com recursos limitados (inclusive o da comunicação), conhecer outras culturas e costumes, e o autoconhecimento, este talvez o mais importante.

Um coisa é certa: o que, a principio, era o meu objetivo principal (aprender inglês) se tornou mais uma das grandes conquistas que tive. Quando chegamos a outra realidade, completamente diferente a nossa primeira reação é comparar, mas não ganhamos nada com isso, somente meras desilusões com a nossa origem, e perdemos nosso precioso e limitado tempo.

Estudei em uma escola relativamente pequena, e com certo reconhecimento, não tenho muito a reclamar, só acho que poderiam ter salas com níveis mais avançados e creio que fazer a prova de nivelamento aqui no Brasil ajudaria no processo, uma vez que tive que repetir o último nível por não terem uma sala mais avançada.

Quanto ao suporte da ARTHA também não tenho grandes reclamações. Durante todo o processo de decisão e ‘despacho’ foram muito atenciosos, solícitos e sempre estavam à disposição. Quando estamos do outro lado do mundo quem ficou fica limitado a nos ajudar (isso também serve pra família e amigos) por uma mera questão de distância e de logística.

Deixo aqui algumas dicas:

> Fui para o intercâmbio aos 24 anos de idade, não me arrependo de ido mais tarde que a média, uma vez que assim eu estava mais preparado, em todos os sentidos, para enfrentar as situações emocionais, psicológicas e relacionais.

> Todo mundo te fala pra evitar conterrâneos lá fora, você provavelmente não conseguirá e quando voltar terá se arrependido, pelo menos um pouco, disso. Nós somos um ‘mal necessário’ para nós mesmos quando estamos em uma experiência internacional, já que só conseguimos nos comunicar plenamente em nossa língua materna, a dica é tentar equilibrar o máximo possível esse contato: morando com estrangeiros e sempre os colocando em nossos grupos de amizade.

> Entenda que hoje já não é mais um enorme diferencial falar Inglês, faça do seu intercâmbio uma experiência transcultural que te acrescente mais que o conhecimento de outra língua e algumas curtidas no seu facebook.
(Publicado em 27/10/15)

Video

© GoARTHA Store. All Rights Reserved.